Rede Saúde Total

21 de setembro – Dia do Alzheimer: Uma data para conscientização

dia-do-alzheimer-BLOG

O dia 21 de setembro marca a data global de conscientização sobre a Doença de Alzheimer. Você certamente já ouviu falar sobre esse problema neurológico – e talvez até tenha algum parente na família ou conhecido que conviva com os sintomas -, mas será que sabem quais são as principais características do Alzheimer, quais os tratamentos e como prevenir a doença?

A Rede Saúde Total preparou um material de referência sobre a doença, que você encontra logo a seguir. São tópicos curtos e objetivos e que trazem, de maneira condensada, as informações mais relevantes sobre o Alzheimer. Vamos descobrir o que é essencial saber sobre um problema neurodegenerativo, que afeta mais de 1, 2 milhão de brasileiros e 50 bilhões de pessoas em todo o mundo.

Os dez sinais de alerta para o Alzheimer: problema de memória que chega a afetar as atividades e o trabalho; dificuldade para realizar tarefas habituais; desorientação no tempo e no espaço; diminuição da capacidade de juízo e de crítica; dificuldade de raciocínio; colocar coisas no lugar errado, muito frequentemente; alterações frequentes do humor e do comportamento; mudanças na personalidade; perda da iniciativa para fazer as coisas.

O que é a doença de Alzheimer? – Doença neurodegenerativa, progressiva (isto é, apresenta piora com o tempo) e ainda sem cura.  Afeta, majoritariamente, pessoas acima de 65 anos de idade. Impacta a memória, linguagem e percepção do mundo. Altera comportamento, personalidade e humor do paciente

 Números do Alzheimer: cerca de 50 milhões de pessoas com Alzheimer no mundo. No Brasil, o número chega a 1.2 milhão de pessoas. 50 milhões de pessoas convivendo com uma doença ainda sem cura pode parecer muito. Mas estimativas apontam que o número poderá dobrar nos próximos 20 anos, devido ao envelhecimento da população.

 Os três estágios do Alzheimer – Leve: falhas de memória e esquecimentos constantes; dificuldades em realizar tarefas complexas (como cuidar das finanças).  Moderado: o paciente já necessita de ajuda para realizar tarefas simples, como se vestir. Avançado: o paciente necessita de auxílio para realizar qualquer atividade, como comer, tomar banho e cuidar da higiene.

Tratamentos: Apesar de ainda não haver cura para a doença de Alzheimer, já existem opções de tratamento: medicamentos, reabilitação cognitiva, terapia ocupacional, controle de pressão alta, diabetes e colesterol, além de atividade física regular, podem ajudar a manter a qualidade de vida por mais tempo.

Dicas de prevenção: tenha uma vida ativa e com objetivos; pratique atividade física regular por pelo menos por 150 minutos por semana; controle os fatores de risco cardiovascular, como a hipertensão e diabetes; procure estudar e adquirir conhecimento; trabalhe sua capacidade de concentração; durma bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *